Arquivos da categoria: Siga as Dicas da Nossa Nutri

5 Passos para Você dar Continuidade ao Emagrecimento

Quantas vezes você já emagreceu e voltou a recuperar o peso anterior? Muitas, não é? Eu imagino e sei bem porque isso aconteceu.

Mas a boa notícia é que é possível emagrecer com saúde e manter o peso, mas sim, é necessário manter o combinado, pois o contrário, o peso volta rapidinho!

1º PASSO: Mantenha as porções que você aprendeu em nosso programa ou com o nutricionista. Elas serão para toda a vida, sabe porque? Porque foram calculadas para a sua necessidade considerando atividade física, trabalho, idade para calculo de metabolismo. E para esclarecer mais, nosso metabolismo a cada ano reduz sua atividade e nós precisamos nos conscientizar que é necessário haver uma pequena redução nas quantidades de comida, para que não ocorra o que acontece com a maioria das pessoas, principalmente as mulheres, que ainda tem que enfrentar a fase da menopausa.

2° PASSO: Pratique atividade física sempre! Ela é uma aliada na redução de peso, ganho de massa corporal o que auxilia a melhorar o metabolismo, manutenção de peso, na sensação de bem estar pela produção de endorfinas, maior disposição e principalmente, você nem deve perceber, mas ela interfere até em como encaramos os problemas na vida. Melhora o humor e afasta qualquer depressão.

3º PASSO: Elimine produtos industrializados de sua dispensa e geladeira. Eles são ricos em sódio, conservantes e muitos ainda tem uma carinha de saudável, mas não são. Calorias vazias ou até contém nutrientes, mas os aditivos estão ali! Aprenda a ler rótulos de alimentos.

4º PASSO: Elimine Frituras. Mesmo que a vida social te leve à se deparar com aquela batata frita, pense com consciência em sua saúde. É só saber escolher dentre as opções do cardápio, porque mesmo em Botecos, sempre tem uma saladinha e também, caso não resista, comece a agir diferente nas quantidades, reduza e mesmo assim, compense no dia seguinte pegando leve na alimentação, fazendo um detox e aumentando o treino, a atividade física.

5º PASSO: Cuide se sua cabeça! Vigie seus pensamentos. Faça meditação, leia um bom livro, escute uma música que faça bem para a alma! Sim, estas pequenas atitudes nos fortalecem e levam ao autoconhecimento.  Vença o seu desafio!

Um abraço, @nutriluoliveira

Você conhece o Pólen Apícola?

pólen

Uma das melhores maneiras de ingerir gorduras monoinsaturadas como o ácido oleico que previne o acúmulo de colesterol ruim, o LDL no sangue, é através do Creme de Abacate.
Versátil ele pode ser consumido no café da manhã como eu gosto e recomendo ou como sobremesa. O fruto ainda é rico em vitamina E e glutadiona, que barram compostos cancerígenos.
Em forma de creme, além de ser rico em vitamina C porque é elaborado com Limão, e ferro fornecido pelo acucar mascavo, seus nutrientes controlam os níveis de cortisol, um hormônio ligado à irritação e nervosismo. Ele nos relaxa E se ainda for enriquecido com Pólen Apícola como mostra a foto, melhor ainda.
O Pólen não é um remédio, mas sim um alimento natural riquíssimo em substâncias de elevada atividade biológica.

O pólen possui umas das mais ricas e variadas composições bioquímicas e de princípios ativos naturais das abelhas. Essa variedade faz com que a ação do pólen se estenda nutricionalmente sobre todos os sistemas orgânicos do ser humano.

Eis a composição geral do pólen:
Proteínas………..25%
Açucares…………33%
Lipídios…………5%
Sais minerais…….3%
Água…………….20%
Vitaminas………..11%
Substâncias não identificadas….3%

Destrinchando cada componente geral do pólen encontraremos:

Vitaminas
Caroteno (A), tiamina (B-1), riboflavina (B-2), niacina (B-3),
piridoxina (B-6), ácido pantotênico (B-5), biotina (H), cianocabalamina (B-12), ´ ácido fólico (Bc), colina, inositol, ácido ascórbico (C), ergosterol (D), tocoferóis (E) e menadiona (K).

Sais Minerias
Cálcio, fósforo, potássio, enxofre, sódio, cloro, magnésio, ferro, manganês, cobre, iodo, zinco sílica, molibdênio, boro e titânio.

Enzimas principais
Amilase, diástase, sacarase, péctase, fosfatase, catalase, hidroláse, pepsina e tripsina.

Aminoácidos principais
Dos 22 aminoácidos que formam a natureza comum das proteínas o pólen possui 18, sendo que os 08 essenciais a vida humana obtidos por alimentação o pólen possui todos: Não essenciais: serina, glicina, prolina, ácido glutâmico, ácido aspa´rtico, tirosina, alanina, histidina, arginina e cisteína. Essenciais: leucina, isoleucina, lisina, metíonina, fenilalanina, treonina, triptofano, valina.

Outras substâncias
Rutina, ácidos nucléicos, diglicéridos, lecitina, aminas, xantinas, glicose, frutose, auxinas, flavonóides (semelhante à vitamina P), e ácidos fenólicos.

Alguns benefícios do Pólen Apícola:

Harmoniza o metabolismo,
Estimula e aumenta a energia vital,
Tonifica, equilibra e desintoxica,
Restabelece o bom funcionamento intestinal,
Combate as infecções respiratórias, gripes, resfriados e bronquites;
Regula o sistema digestivo,
Restabelece o sono sendo relaxante,
Regula o ciclo menstrual e atenua os efeitos da TPM,
Melhora o desempenho sexual em pessoas com mais de 40 anos.

Como consumir
O consumo do pólen dá-se como se dá o consumo de qualquer outro alimento, com a mesma regularidade que se consome, arroz, feijão, saladas, carnes, etc.
Por se tratar de um alimento, não existe uma quantidade pré-definida, pré-estabelecida, fica entretanto a sugestão de comer pólen em uma quantidade mínima de pelo menos 25gr por dia que pode ser misturado ao suco, a salada de frutas (o pólen tempera maravilhosamente uma salada de frutas), misturado a massa de bolos e biscoitos, no creme de abacate como citei, enfim, estamos falando de um alimento que deve ser incorporado ao seu quotidiano de maneira natural como mais um alimento de consumo do seu dia a dia. A qualidade de vida advinda do consumo do pólen virá naturalmente a partir do hábito do consumo deste alimento.
Só uma observação: 25g fornece 85kcal. Então se você está controlando peso, consuma de acordo com o que seu nutricionista prescrever.

Então fica a dica para começar muito bem nutrido mais uma semana.

Um abraço da Nutri 🙂
Luciana de Oliveira Collares Machado é nutricionista e sócia-proprietária da Equilíbrio & Sabor Culinária Light.

Nossas Embalagens são Livres de Bisfenol A

Nossas embalagens são livres de bisfenol ANossas embalagens são livres de Bisfenol A.

Um dos grandes contaminantes ambientais. Seus efeitos deletérios foram descobertos em 1993, quando cientistas da Universidade de Stanford teriam estranhado que os resultados de seus trabalhos laboratoriais estivessem sendo distorcidos. Investigaram e descobriram que partículas microscópicas de bisfenol A estavam sendo liberadas do revestimento dos frascos de laboratório e migrando para seus conteúdos. Os efeitos estrogênicos e tóxicos dessas partículas é que estavam alterando os resultados de seus trabalhos.
O Bisfenol A também age como um desregulador de nosso sistema hormonal. Dentro de nosso corpo ele age como xenoestrógeno, ou seja, imitando e alterando alguns efeitos do hormônio feminino estrógeno.
É uma das substâncias obesogênicas mais potentes descritas na literatura e que tem relação com a obesidade e câncer. Portando, informe-se. Preste atenção nas embalagens que contém os alimentos, se o fabricante se preocupa com sua saúde!
Nossos alimentos não estão em contato com este contaminante tão prejudicial para a saúde.

Este é apenas um dos fatores que podem causar a resistência à perda de peso.

Mexa-se!

gasto calórico

Portanto, MEXA – SE!

Se for curtir o reveillon que seja com muita música e dança!

Olha só o que se gasta: queime calorias!!
Mas lembre-se de beber muita água Pouring water from bottle into glass on blue background

Se você consumir um pouco menos de calorias e se mexer, logo você atingirá sua meta!
Ano novo, meta nova!

Sugestão para o Lanche de Hoje

Que tal um iogurte bem funcional?
20160423_132606

Pelo menos uma vez na semana eu me presenteio com um bowl de iogurte natural e dou uma caprichada na composição. Como este da foto! Nele adicionei cacau nibs, soja crocante, nozes chilenas, mirtilos, morangos, pode ser banana e também algum cereal para substituir o pão. Neste caso gosto muito da aveia!

A aveia é tão rica em nutrientes que passou a ser considerada um alimento funcional. Ela faz uma verdadeira faxina nas artérias. Ajuda a controlar a pressão arterial, regula as taxas de glicose, ajuda na digestão, combate microorganismos nocivos e ainda previne contra o câncer.
A aveia contém betaglucanas, que é uma fibra solúvel que age envolvendo a gordura como se fosse uma capa, dificultando sua absorção.
A recomendação de consumo é de 30g de aveia por dia, ou seja, 3 colheres de sopa. Também recomendo o mingau de aveia. Mas cuidado, obtenha todas as vantagens do alimento sem correr o risco de engordar. É apenas 30g.
Experimente mudar, variar o seu cardápio!
Aproveite seus benefícios e bom apetite! 🙂

Na Era do Nutricionismo – Nutricionista Luciana de Oliveira Collares Machado @nutriluoliveira

IMG_7874
Quem já ouviu falar em Michael Pollan, sabe o motivo do título do tema de hoje. Adoro ele, e sua última série COOKED está muito boa.
Existe uma onda, neura, overdose de informação sobre alimentação saudável que só serve para confundir as pessoas e levá-las a cometerem verdadeiras loucuras em busca da fórmula mágica. É blogueira sem formação técnica, é educador físico prescrevendo dieta, sendo antiético pedindo até para nutricionista se responsabilizar, porque o conselho de nutrição caiu em cima; é a vizinha dando receita de bolo Fit, o colega da academia indicando suplemento, todos manjam sobre alimentação saudável e tem uma receita FIT na ponta da língua para quem quiser se arriscar, prescrição para tudo. E mais, tem muito profissional da área da nutrição fazendo o mesmo, dando foco maior ao nutriente, à sua SELFIE do que o alimento, o preparo, do que comer com prazer, cheio de sabor, do que realmente ajudar as pessoas a corrigirem hábitos alimentares totalmente errados.
Porque não simplificamos um pouco, gente? Comer comida saudável e gostosa já é meio caminho andado, adicionar temperos, ervas, oleaginosas, tudo bem, estão dentro da orientação nutricional para “variar” os alimentos, cores, não comer sempre os mesmos alimentos, optar por orgânicos? Ótima escolha…até aí, tudo bem…agora modismos? Estes estão aí sempre, e a cada dia virá uma capa de revista com uma notícia quentíssima aclamando a castanha fulana de tal, o óleo do não sei o quê…existem estudos, pesquisas, mas a ciência demora muito para comprovar os efeitos benéficos.
Eu amo saber sobre os alimentos, estudá-los, mas tudo tem que ter uma fonte segura, científica… pois do lançamento da novidade até que seja real, comprovada, tem um longo caminho a ser percorrido.
A impressão que tenho é que existe um clima de terrorismo sobre alimentação, as pessoas desaprenderam a comer, não sabem o que devem ingerir e ocorrendo um abuso por parte de alguns veículos de comunicação, fabricantes de produtos mega industrializados que rotulam os alimentos como se fossem saudáveis e tem mais, parece que não existe mais brócolis, cenoura, arroz, feijão…eles estão fora de classificação, hoje é assim: ou o alimento é bom ou é ruim…não existe mais o simples alimento que nos fornece seus conhecidos nutrientes, como as vitaminas, sais minerais e energia e por este motivo, devemos variar para termos outras fontes de nutrientes. Hoje é o brócolis milagroso que cura o câncer, o arroz que tem uma substância recém descoberta que prolonga a vida em “x” anos…perdemos o prazer em comer comida de verdade?
Então vamos partir de uma regra simples e sem modismos no exemplo de um almoço: uma porção de carne de preferência grelhada, assada; salada à vontade, folhosos, azeite de oliva, legumes e tubérculos, as brássicas (brócolis, couve-flor, etc), arroz integral que pode ser cozido uma vez com açafrão, outra sem, outra com páprica doce, variamos sabor e nutrientes; o nosso queridíssimo feijão preto, marrom, branco, variar mais uma vez…e as frutas, 5 tipos todos os dias…já não é tarefa fácil comer simples assim, imagina seguindo a moda! 🙂 Coma comida de verdade!
Até a próxima!

Luciana de Oliveira Collares Machado é Nutricionista responsável pelas criações da Equilíbrio & Sabor Culinária Light e defende o conceito de alimentação saudável e prática, livre de tantos produtos industrializados.
É Pós-graduada em Nutrição Clínica e Dietoterapia e Especialista Alimentação Saudável.
Siga-a no Instagram: @nutriluoliveira

Depois de um Daytox, Mantenha a Linha!!

É sempre bom mantermos a linha quando se trata de saúde, balança e controle alimentar. E mais ainda depois de um DAYTOX. Ontem fiz um daytox, (nome que batizei os programas de um dia que criei para a Equilíbrio & Sabor), o de 1400kcal. Normalmente sugiro para nossos clientes e meus pacientes, que façam em um dia tranquilo, mas o dia que pude fazer não foi muito tranquilo. O que posso dizer: pelo menos não tive dor de cabeça (ufa!!), depois do almoço foi mais fácil e no dia seguinte, a pesagem: reduzi 1,2kg de puro inchaço!
Suco Green Detox XS
Suco Green Detox
O começo do dia, não passei muito bem porque precisei fazer um exame em que meu jantar na véspera precisava ser mais leve e tinha que ter 8h de jejum, então optei pela canja de galinha. E no dia que fiz, só fui conseguir começar a ingerir o primeiro suco (o green detox), quase 3h depois de levantei, então foi por isso que me senti sonolenta boa parte da manhã, com vontade de me jogar em uma cama e dormir!! 🙂 Mas tudo passou depois do almoço!! Depois de ingerir a terceira refeição do meu dia. Substituí o Bisquet de Camarão pelo Creme de Mandioquinha
ASopa de Mandioquinha com Tomates Frescos e Manjericão
Escolhi o Spa Líquido Gourmet – 1.400kcal I Dieta Líquida I 3 Sucos I 3 Sopas que fornece 3 sucos de 500ml cada e 3 sopas! E escolhi o valor calórico de acordo com meu gasto energético, levando em conta idade, atividade e metabolismo.
Mas resolvi escrever para vocês, para dizer que: O DAYTOX, passar um dia inteirinho à base de alimentos sem produtos industrializados e que auxiliam no processo de limpeza de nosso organismo, não é milagroso! É sim, um belo empurrão para iniciarmos um programa de emagrecimento com o pé direito e seu objetivo principal é darmos um tempo em nosso organismo, retirando as “tranqueiras” que acabamos ingerindo por conta da correria, falta de tempo e disposição para irmos preparar alguma refeição mais saudável e que deixam muitas toxinas. E não é só isso, além das dificuldades e falta de tempo, temos todo o emocional pesando nas nossas escolhas, a química para nos atrapalhar (viciamos em açúcar, gordura e cafeína).
Depois de um dia livre de “porcarias”, temos a obrigação de seguirmos uma alimentação mais limpa, #eatclean, desde o desjejum, lanches, almoço…todas as refeições de todos os dias!
Aqui vai uma foto de meu almoço…nada de especial, a não ser o fato de ser clean!! 🙂 Arroz integral, cenoura, brócolis e frango ao curry. Porções pequenas, mas preste atenção: o que ocupa quase a metade de meu prato? Quem pensou: Os legumes, acertou!!
Almoço pós daytox

Então pessoal, sugiro que sempre peguem leve em suas escolhas, pois isso irá fazer com que o resultado alcançado em um dia de faxina, permaneçam por mais tempo e deixar a compulsão bem longe! Vale à pena se cuidar!
Um beijo e até a próxima!

FERRO AJUDA A MELHORAR O DESEMPENHO NA CORRIDA

Carne-vermelha

Olá pessoal, tudo bem? Compartilho com vocês minha mais recente colaboração para o jornalista Fernando Rocha da revista Sua Corrida! 🙂
Para ler no site da revista, acesse: www.suacorrida.com.br
Um beijo e boa leitura!
Nutricionista Luciana de Oliveira Collares Machado – www.equilibrioesabor.com.br

A boa alimentação deve fazer parte da vida de todos os corredores. Com os treinamentos rotineiros, o indivíduo precisa repor nutrientes e minerais essenciais ao organismo e que são perdidos durante os exercícios físicos. Um dos componentes mais importantes da dieta de um esportista é o ferro, que está ligado diretamente ao desempenho do atleta. Mas você sabe o motivo pelo qual este mineral é tão importante para a saúde?

O ferro é um elemento inorgânico e, como minerais, é responsável pela formação de tecidos do corpo, como ossos, dentes e músculos. De acordo com a nutricionista Luciana Oliveira Machado, este componente participa diretamente do processo metabólico – por ser uma metaloenzima (regula os processos biológicos dentro do nosso organismo). Graças à sua importância para o nosso corpo, o ideal é que seja consumido 10 mg por dia.

A carne vermelha é uma das principais fontes de ferro – um bife tem 3 mg, por exemplo. Fígado, peixes, gema de ovo, aves, ostras, mariscos, lentilha, grãos integrais, nozes, hortaliças de folhas verdes, figo e feijão são outros alimentos que contam com o mineral.

O ferro é fundamental à hemoglobina – presente nos glóbulos vermelhos e responsável por levar oxigênio até o pulmão. Caso o esportista tenha deficiência deste mineral, provavelmente sentirá a fadiga com muito mais facilidade. “Tal fato ocorre devido à transpiração alta e frequente, que, sem dúvida, resulta na perda de ferro, podendo causar anemia”, alerta Luciana. A nutricionista ainda adiciona outra questão: “O impacto dos pés no chão durante a corrida destrói parte dos glóbulos vermelhos do sangue e, por isso, a reposição deste mineral precisa ser efetiva”. Sua falta ocasiona, ainda, a piora na regulação da temperatura corporal e reduz a resistência a infecções.

Para as mulheres, a necessidade do mineral é ainda maior. Durante o período menstrual, boa parte do estoque de ferro é perdido. Há outro problema, segundo Luciana: “A mulher consome menos ferro que o homem, pois dentro do peso e tamanho do corpo, elas ingerem uma quantidade menor ”.

Os vegetarianos também precisam ficar atentos, já que as carnes são excelentes fontes de ferro. A suplementação específica se torna muito importante para que a sua reposição no organismo seja feita. Vale ressaltar que o corpo absorve melhor o ferro proveniente das carnes, mas manter uma dieta rica em vitamina C (presente em frutas como a laranja, acerola, tomate, melão e morango) pode ajudar no processo de obtenção do mineral contido em alimentos de origem vegetal.

O consumo em excesso do ferro pode interferir diretamente na absorção e utilização de outros minerais, como o cálcio, fósforo, zinco, selênio e o potássio. “Consumir mais sais minerais do que o necessário, não melhora seu desempenho físico, muito pelo contrário. Tal prática poderá levar a um distúrbio no equilíbrio do corpo”, salienta Luciana. Além disso, acaba causando danos ao fígado.

Confira algumas dicas que facilitam a absorção de ferro:

* Combine brócolis com bife de carne bovina, espinafre com carne de frango ou sopa de lentilha com frango.
* Beba suco de limão ou temperar a salada com gotas de limão, juntamente com a fonte de ferro de origem vegetal.
* Consuma de três a quatro vezes por semana a carne vermelha magra, de porco, carnes escuras de frango (sobrecoxas e coxas) e/ou vísceras (fígado).
* Selecione pães e cereais cujo os rótulos trazem os termos “enriquecidos com ferro” ou “fortificados”, mas sempre com uma fonte de vitamina C (sanduíche de carne com suco de laranja, por exemplo).
* Utilize, preferencialmente, panelas de ferro para cozinhar, pois fornecem maior valor nutricional do que de aço inoxidável.

[Receita da Nutri] Molho Branco Light

Sabe aquela receitinha básica para compôr a sua predileta? Seja sobre uma massa que você crie ao molho de queijos, só que mais magra ou aqueles legumes gratinados? Anote aí e incremente sua dieta! Rende 1 litro, 94 calorias por 100ml e cada colher de sopa de 17g fornece 16 calorias.
molho branco light

Ingredientes:
70g de manteiga (3 colheres de sopa)
40g de farinha de trigo integral fina
43g de farinha de trigo refinada
1 litro de leite desnatado
sal à gosto
pitada de pimenta do reino branca moída

Preparo:
Aqueça uma panela e derreta a manteiga em fogo baixo. Junte as farinhas e cozinhe por 1 minuto mexendo sempre. Retire a panela do fogo e adicione aos poucos o leite, mexendo sempre para desmanchar a farinha. Não pode ficar bolinhas de farinha, portanto, se necessário, liquidifique o líquido até desmanchá-las. Volte com o líquido para a panela, ao fogo e mexa lentamente,
eu na cozinha
em fogo baixo, até a mistura engrossar. Cozinhe suavemente por 3 minutos, retire a panela do fogo e junte o sal e pimenta branca. DICA DA NUTRI: eu amo acrescentar uma pitadinha de noz-moscada. Experimente!
Ele está prontinho para ser utilizado e se quiser incrementá-lo, experimente adicionar um pouco de queijo gorgonzola ou roquefort ou folhas de manjericão ou orégano e servir com 1 colher se dopa de parmesão. Fica divino, mas não esqueça, não dá para ser todo dia, procure alternar os molhos com o molho de tomates ou o pesto, que são super saudáveis, mas cuide com as porções, comer demais não é legal…tornam-se calóricos! 🙂

Já conhece nosso site? Não? Acesse: www.equilibrioesabor.com.br e descubra como é prático e fácil emagrecer com Equilíbrio & Sabor!

E os Alimentos Congelados, são realmente saudáveis?

INVISTA NOS LEGUMES CONGELADOS PARA NÃO SAIR DA DIETA (colaboração: Nutricionista Luciana de Oliveira Collares Machado)

Fuja dos alimentos industrializados e aposte nesta alternativa…

Imagem para Blog - artigo revistaRecentemente, uma revista perguntou sobre os limentos congelados. Eu não trabalharia com este tipo de alimentação se não fosse realmente saudável.  🙂

Segue abaixo a matéria que saiu na Revista Sua Corrida na íntegra e o link para você conferir: http://www.suacorrida.com.br/alimentacao/invista-nos-legumes-congelados-para-nao-sair-da-dieta/

Legumes, frutas e muito líquido. Esses são alguns dos grandes aliados da boa alimentação, já que são fundamentais para a nossa dieta do dia a dia. Mas com a correria dos tempos atuais, comer de forma equilibrada e balanceada ficou muito difícil. Será que existe alguma solução para isso?

A alternativa para uma alimentação fácil e saudável está nos legumes congelados. Fazê-los em grande quantidade e deixar no congelador é algo que pode facilitar sua vida, pois basta descongelar e consumir. Para a nutricionista e sócia-proprietária na Empresa Equilíbrio & Sabor Culinária Light, Luciana de Oliveira, essa é a tendência daqui para frente. “O congelamento de legumes, quando feito de forma correta, preserva nutrientes e sabor. É perfeito para garantirmos uma boa refeição. Sabemos que, muitas vezes, falta disposição de ir para a cozinha e preparar seu jantar depois de um dia exaustivo de trabalho. Aí entra está alternativa prática, que mesmo que você tenha que lavar, descascar e cozinhar alguns alimentos, na hora de ter o que consumir em casa, vai valer a pena todo seu esforço ou ainda, você pode optar pelos produtos prontos e congelados”, diz Luciana.

Como tudo hoje em dia é muito corrido, ter tempo para preparar algo saudável fica difícil. Segundo Luciana, é preciso se organizar. “Tudo tem que ser pensado para não corrermos o risco de acabar comendo qualquer coisa. Normalmente as alternativas giram em torno de pão, embutidos, produtos industrializados, o que é pior por conterem muitos conservantes, gorduras e sódio em excesso.”

Outro ponto importante é adquirir (ou manter) o hábito de se alimentar a cada três horas. Você já parou para pensar o quanto isso pode afetar o nosso organismo caso não seja comprido a risca? Seu metabolismo ficará mais lento, seu organismo irá tirar energia da musculatura e você ficará também com a imunidade baixa. Leve com você sempre frutas, barras de cereais e lanchinhos saudáveis para que você consiga viver com qualidade e bem-estar.

Dicas da nutricionista Luciana de Oliveira de como fazer legumes de forma correta para congelá-los:

“O legume deverá ser cozido no vapor e quando atingir o ponto firme, que fique ainda macio, você deverá fazer o que chamamos de branqueamento, que é um choque térmico dado para que não passe o ponto de cozimento e reduza o risco de contaminação por micro-organismos”, explica Luciana. A nutricionista ainda diz que este choque pode ser colocando o alimento em um recipiente e levado à refrigeração. Outra alternativa é ensacá-lo e deixá-lo imerso em um recipiente com água e cubos de gelo entre 10 e 15 minutos. “Depois desta etapa, o legume deverá ser embalado retirando todo o ar do saco para que não haja formação de cristais de gelo (quando descongelado, não ficará com sabor aguado e mole, além de manter os nutrientes) e congelado o mais rápido possível.”

Dicas de alimentação rápida e saudável

Grandes refeições:

  • Tapioca com recheios variados: legumes com frango e queijo cottage
  • Omelete e complementar com legumes cozidos ou salada
  • Uma sopa de legumes para as noites frias
  • Um grelhado com arroz integral e salada mista.

Lanches rápidos

Para os lanches do meio da manhã e da tarde:

  • Você poderá optar por Mix de Castanhas e Frutas Secas
  • Fruta frescas
  • Pão integral ou sem glúten coberto com queijo cottage ou geléia de frutas vermelhas + suco de frutas natural ou chá de ervas com frutas.
  • Muffins integrais doces ou salgados