Arquivo mensais:março 2016

Cacau – O Alimento da Vez

Pense Leve Março - Cacau

Quem não aprecia um bom chocolate, não é mesmo? Em meu consultório, pelo menos, os relatos de alguém que não gosta desta iguaria são raros! ;)
Este mês de março colaborei para a Revista Pense Leve, na matéria sobre o Cacau.
Confira na íntegra logo abaixo das imagens, a matéria completa da entrevista que concedi à jornalista Karine César da Pense Leve ou corra nas bancas que a revista está saindo rapidinho!
Pense Leve matéria

Pense Leve matéria2

- Quais são os nutrientes presentes no cacau?
O Cacau fornece retinol, niacina, riboflavina, tiamina, boa quantidade de carboidratos, proteína e lipídios, além de conter numerosos antioxidantes, proantocianidinas e muitos polifenóis e flavonóides.

- Quais são os benefícios do cacau para a saúde? (coração, cérebro, antidepressivo, perda de peso, combate ao envelhecimento, reduzir o mau colesterol…)
Por favor, explicar como o cacau age em cada caso

Coração: um estudo recente de Sansone et al (setembro de 2015) no British Journal of Nutrition mostrou que o consumo diário de 450mg de flavonoides do cacau (100g de chocolate amargo de 56 a 85% podem fornecer de 250 a 900mg de antioxidantes) foi capaz de melhorar a função endotelial em pacientes de risco para doenças cardiovasculares, além de minimizar a porcentagem de eventos cardiovasculares dentro de um período de 10 anos de acordo com o escore de risco Framingham.
Em altas doses no chocolate amargo, os flavonoides aumentam a produção de óxido nítrico – um vasodilatador natural -, que auxilia o controle da pressão arterial.

Reduzir o mau colesterol: suas substâncias impedem a oxidação do LDL, o colesterol ruim, evitando assim que placas de gordura se acumulem nas artérias.

Perda de peso: ele auxilia na redução do apetite porque apresenta substâncias 2-feniletilamina e a N-aciletanolamina, que agem no cérebro, fechando receptores que induzem ao doce. Os ácidos fenólicos atuam na produção de LEPTINA, uma proteína que auxilia no aumento da saciedade e na queima de calorias.

Combate ao Envelhecimento Cutâneo: Em um estudo recente publicado no The Journal Of Nutrition em 18/08/2011, aplicado à um grupo de pessoas que tiveram a ingesta elevada de flavonoides do cacau e outro não, pôde verificar no primeiro grupo o aumento no fluxo sanguíneo dos tecidos cutâneos e subcutâneos, aumento da densidade e hidratação da pele. A avaliação da superfície da pele mostrou uma significativa diminuição da aspereza e escamação no grupo que consumiu maior quantidade de flavonoides do cacau em comparação com aqueles de baixo consumo. Os flavonoides do cacau podem contribuir para fotoproteção endógena, melhorar a circulação sanguínea dérmica e melhorar a superfície da pele e hidratação.

Cérebro: Em um estudo norte-americano, foram investigados indivíduos saudáveis, com idades entre os 50 e os 69 anos. Um grupo seguiu uma dieta rica em flavonóides do cacau (900mg por dia) e o outro uma dieta baixa em flavonóides do cacau (10mg por dia), durante três meses.

Segundo o principal médico responsável pelo estudo, Adam M. Brickman, antes e depois da experiência, os voluntários foram submetidos a ressonâncias magnéticas e testes de memória. Os indivíduos que ingeriram mais flavonóides registraram melhorias significativas na região do hipocampo associada à memória e à aprendizagem.

O mesmo grupo conseguiu, também, melhores resultados nos testes de memória. Segundo o Dr. Adam, se um participante tinha a memória típica de uma pessoa com 60 anos no início do estudo, três meses depois tinha, em média, a de uma com 30 ou 40 anos.

- É verdade que o cacau possui mais antioxidantes e polifenóis que o vinho tinto, a romã e o chá-verde? Em que proporção?
Para ter uma ideia, um pedaço de chocolate amargo a partir de 70% de cacau, contém duas vezes mais destas substâncias antioxidantes do que um copo de vinho tinto e quase a mesma quantidade do que uma xícara de chá verde em infusão. Essas moléculas retardam o crescimento de células cancerosas e limitam a angiogênese. Mas atenção, a mistura do leite e o chocolate, anulam os efeitos benéficos das moléculas contidas no cacau.

- Muitas pessoas associam o consumo de cacau apenas ao chocolate. O amargo é o que possui mais cacau em sua composição? E o meio amargo?
Sim, o amargo possui mais cacau em sua composição variando de 56 a 100% de cacau. Hoje em dia existe uma grande variedade de teor de cacau nos chocolates, variando de 5 à 100% de cacau na composição. O que chamam de meio amargo são os chocolates a partir de 40-50% cacau.

- Mesmo sendo amargo ou meio amargo, seu consumo deve ser moderado por ser chocolate? Ele pode fazer parte de uma dieta saudável (como, qual o limite)?
Alguns pedaços de chocolate no lugar de uma sobremesa ao final de uma refeição (20g), não será um aporte calórico excessivo e proporcionará satisfação maior do comer um bombom ou uma sobremesa, além de saciar a fome por doces mais facilmente. Apresenta índice glicêmico moderado.

- O cacau em pó é uma alternativa mais saudável (e menos calórica) do que o chocolate? (os benefícios são os mesmos?)
Sim, é uma excelente alternativa. Os benefícios são praticamente os mesmos.

- Como o cacau em pó deve ser consumido e com que frequência?
Você pode adicionar uma a duas colheres de sopa (20g) em algum tipo de leite vegetal, que variando como o leite de coco, de amêndoas ou castanha de caju, poderá facilitar a ingestão de variados nutrientes ou mesmo no leite de vaca, batendo e adoçando com mel, xarope de agave ou açúcar demerara, que é um açúcar menos industrializado. Experimente raspar um pouco de baunilha e polvilhar canela, fica uma delícia!!

- Qual a diferença entre chocolate em pó e cacau em pó?
O chocolate em pó tem mais gorduras e carboidratos pois é adicionado de açúcar e muitas vezes leite, por isto é mais calórico 20g fornece 70 kcal, já o cacau em pó tem mais proteínas e benefícios e menos valor calórico 49kcal em 20g de pó.

- Existe diferença entre o cacau natural e o alcalino? Qual a indicação?
Para não ficarmos com dúvidas, o contrário de ácido é alcalino. O cacau natural, é ácido por natureza, ele possui um sabor mais amargo e é mais claro. Já o alcalino, passa por um processo que tira sua acidez deixando-o com um sabor mais suave e com uma cor mais escura. Vai da preferência do consumidor. Só terá diferenças para a confeitaria.

- Qualquer pessoa pode consumir o cacau? Há contraindicação?
Não há contraindicação, apenas pessoas mais sensíveis e que tendem a ter enxaqueca, quando a origem é alimentar, um dos alimentos que recomenda-se retirar do cardápio é o chocolate, por conter cafeína, gordura e até mesmo oleaginosas.

- Entre o povo Kuna, do Panamá, que pode beber até 40 copos de suco de cacau por semana, a incidência de derrame, doenças cardíacas, câncer e diabete é inferior a 10%, segundo a publicação Chemistry and Industry. Mas os especialistas destacam que a herança genética e outros fatores ligados ao estilo de vida também desempenham um papel na saúde dessas pessoas. O cacau também seria benéfico a outras populações, mesmo considerando as diferenças étnicas?
Com certeza seria benéfico, mas não basta apenas consumir o cacau, o hábito alimentar deve ser considerado, assim como atividade física e outros fatores como hereditariedade, rotinas, estresse, poluição, etc.

Até a próxima, queridos e boa Páscoa rica em flavonóides :)

[Revista Runner's] Pergunte ao Expert

Neste mês de março, saiu na Revista Runner’s World, uma colaboração minha e de vários profissionais de outras áreas.
Você vegano, sabe ao certo como deve ser sua alimentação para seus treinos? :)
Cada um tem necessidade diferente de outra pessoa, por isso é importante consultar com um nutricionista para que ele avalie a necessidade ou não de suplementação.
Revista runners capa
A revista deste mês está ótima! Corra para a banca, compre a sua e boa leitura! É na página 42.
Revista runners texto